Radiologia

Esse tecnólogo opera equipamentos de diagnóstico por imagem que produzem radiografias convencionais ou digitais, empregados tanto na área médica quanto na industrial e de engenharia. Na Medicina, as imagens ajudam a identificar alterações e patologias em órgãos internos do corpo humano, em exames de raio X ou de ressonância magnética, por exemplo. Em Engenharia, o tecnólogo utiliza os aparelhos para rastrear estruturas metálicas e tubulações de edifícios escondidas sob o concreto ou a fuselagem de aeronaves, com o objetivo de localizar e corrigir defeitos na construção de aviões. Nas indústrias farmacêutica e na alimentícia, esse profissional atua com físicos e engenheiros de alimentos na operação de fontes radioativas empregadas na esterilização de medicamentos e alimentos. Ele pesquisa melhorias na qualidade das imagens e a segurança dos aparelhos. Para exercer a profissão é necessário registrar-se no Conselho Regional de Técnicos em Radiologia.

O curso

Esse curso começa com biologia, fisiologia e anatomia. As áreas de informática e gestão ocupam boa parte da carga horária. O aluno adquire competências para realizar exames de radiologia convencional, tomografia computadorizada, mamografia, densitometria óssea e ressonância magnética, além de manipular softwares utilizados nas estações de trabalho, em que são desenvolvidos os processos de aquisição e digitalização de imagens. Há um terceiro grupo de disciplinas, relacionado com a física radiológica, em que se ensinam as propriedades da radiação que viabilizam a produção da imagem e a aplicação de campos magnéticos. O estudante precisa apresentar um trabalho de conclusão e cumprir estágio de até um ano.

Duração média: três anos e meio.

Deixe uma mensagem



* Campo obrigatório